quarta-feira, 23 de março de 2011

Desafio dia 2

Ixi... estou até com vergonha de escrever hoje! Não fui muito boa em cumprir meu desafio... estava meio difícil... Tá, vou começar do começo. 
Ontem meu desafio para hoje era fazer algo inesperado, tinha pensado em acordar pela manhã e encher o espelho com bilhetinhos românticos, fofo né? Eu achei, mas fui vencida pelo sono, o Felipe saiu pela manhã que eu nem me lembro de ter me dado tchau, coisa que ele garante que fez! Então furei com o meu gesto inesperado =/
Mas tentei colocar o restante em dia, ser paciente e não dizer palavras negativas. Cumpri meu propósito, até às 23:00h... Durante o dia fiz um gesto inesperado (ele até se surpreendeu), mandei uma mensagem no celular agradecendo pelo amor, carinho e paciência que ele tem comigo, ganhei pontos (ai diz que sim por favor!). 
Hoje 23/03 fez exatamente um ano que passei por uma grande cirurgia, e o dia para mim era como o de uma nova vida... Comemorei com todo mundo... Mas esperava chegar em casa e ter honras e cerimônias por causa disso (olha o tipo da pessoa, diz com a boca que quer ser servo, mas quer receber tratamento de rei)... Mas ele comprou uma pizza para comermos e só! Daí o bico cresceu... mas me contive, disse a mim mesma que não falaria nada negativo... Se não tinha uma festa, um buquê de rosas e todas as atenções voltadas para mim eu não reclamaria, permaneceria firme no meu propósito. Porém a dona Anna Borck aqui é transparente ao extremo, e quando não gosto de algo todos percebem que não gostei... Nasci assim, por mais que eu me esforce não consigo negar essa minha característica. 
O Felipe percebendo meu descontentamento resolveu fazer a clássica pergunta masculina: "o que aconteceu amor?" Respondi com a clássica feminina: "NADA!" Representando um belíssimo exemplar do gênero masculino, ele insistiu: "O que aconteceu, amor?" Resposta: "não quero falar sobre isso..." Pronto daí dei  a deixa de que tinha acontecido alguma coisa e que a culpa era dele...Ele insistiu mais um pouco e sem pestanejar eu disparei a metralhadora, falei como me sentia por ele nem lembrar da minha cirurgia, e nem dar a importância que EU gostaria que ele desse ao assunto. Com muita paciência e carinho ele se levantou me abraçou e disse coisas lindas... Chorei, chorei e chorei... Quando parecia que eu tinha parado chorei novamente. Fui orar e me senti a mais egoísta de todos os seres humanos por querer que as coisas fossem do meu jeito, sem me importar que ele também tem o jeito dele e todos somos felizes porque somos diferentes... 
Enfim, não cumpri o desafio de não falar palavras negativas (menos um ponto para mim... :-( meleca!!!) 
Vim ler a minha meditação de hoje e pensa só, ela diz que O amor não é egoísta, que alguém que verdadeiramente ama, sabe abrir mão das vontades e respeitar a do cônjuge, claro que é uma via de mão dupla, um tem que fazer pelo outro, mas quem está em questão aqui sou eu, e não ele! Então como diria sei lá quem "o azar é todo meu"... e sabe o que a Bíblia me diz sobre isso? "Dediquem-se uns aos outros com amor fraternal. Prefiram dar honras aos outros mais do que a si próprios. - Romanos 12:10" essa foi de direita bem no queixo, chega a doer! Depois ela continua a me dizer: "mas o amor não busca seus próprios interesses" - I Coríntios 13:5 
É... meu egoísmo em relação à forma com que queria ser tratada, foi brutalmente atacado com estas passagens bíblicas... Só a misericórdia de Deus para me socorrer dos meus próprios sentimentos. Pois hoje pude perceber que as vezes as coisas que o Felipe faz para mim por amor, eu considero como sendo sua obrigação em fazer... Puro e simplesmente egoísmo, e não me condene, atire a primeira pedra quem no fundo nunca foi um pouco egoísta! Todos somos, fomos ou seremos em algum momento de nossas vidas... Misericórdia!!!
O desafio para amanhã é: ALÉM DE EVITAR COMENTÁRIOS NEGATIVOS COMPRE ALGUMA COISA PARA O SEU CÔNJUGE E DIGA: "EU ESTAVA PENSANDO EM VOCÊ" 
Essa eu tiro de letra... só espero não dar mais um passo para trás, como dei hoje... 

Obrigada aos leitores queridos, podem participar e comentar viu? Eu vou amar... 
Beijos e beijos da Anna

8 comentários:

  1. Percebo algumas características nesse texto:

    1) Bilhetinhos fofos não são algo inesperado. São algo sufocante e cansativo.

    2) Cirurgias não querem dizer nada. Milhões de pessoas no mundo passam pelo mesmo procedimento e não dão a mínima importância para o fato.

    3) A vontade de tentar, a todo custo, ser o centro das atenções diz respeito a algum trauma; alguma frustração que, agora, vc tenta reequilibrar numa suposta balança de carma.

    4) Você é perfeccionista. Isso é um defeito, isso é chato, isso é irritante. E isso cria uma bola de neve de frustrações.

    5) Qualquer religião do planeta diz que temos que amar a nós mesmos, inclusive a sua religião. Pense só um instante: Se você deve "amar ao próximo como a si mesmo" e se sacrifica pelos outros, com certeza faz isso esperando o sacrifício deles por você. Isso nunca acontecerá. E só te fará cair numa bola de neve de frustrações... De novo. Ou ainda (e pior!): te tornará uma pessoa amarga, que vive cobrando internamente o sacrifício dos outros, coisa que nunca acontecerá.

    6) Você ainda é uma criança, em termos psíquicos. Chorar, espernear, bater o pézinho, fazer bico... Tudo pra conseguir que as pessoas ao seu redor deem importância para algo banal como uma cirurgia?? - Pense na boneca que uma criança deixou de ganhar e que ela quer um aniversário só para lembrar da data... Não te soa egoístico, infantil e vergonhoso? Pois é...

    7) Você é dependente do seu companheiro. Sinal de que despreza sua família e busca um "recomeço", ao invés de uma "continuidade". Seu companheiro é o baluarte desse recomeço, ele é o seu pedestal, que te levanta acima de todos para poder ser vista. Você depende dele pq você é perfeccionista. Você não quer que o SEU recomeço, o SEU projeto de vida perfeito saia errado, a SUA chance de mostrar ao mundo que é melhor do que dizem, pensam e projetam dê errado - e utiliza ele como seu pedestal... egoísticamente o escolheu para servir a este papel, que você tanto ambiciona. A realidade manda notícias: Seu projeto dará errado. Nada é perfeito. Nada sai do jeito que a gente quer. As variáveis são infinitas e também, principalmente, uma plateia é sempre um saco sem fundo, querendo sempre mais e mais... Pergunte a qualquer artista sobre o que mais detesta e ouvirá que "o público nunca está contente". Você quer ser o centro das atenções, o centro do picadeiro. Ligue os pontos e você perceberá que está presa a uma espiral de egoísmo e vaidade (É... Isso não te torna nem um pouco especial. 99% do planeta é desse mesmo jeito). Paradoxalmente, a sua busca por ser única te torna só mais uma no meio da multidão, do rebanho.

    8) Você disse que o amor não é egoísta... Ele é egoísta sim. Se não nos amamos POR PRIMEIRO, não saberemos como amar ao próximo COMO A NÓS MESMOS.

    9) Creio que devo ter passado mais tempo do que o planejado por aqui... E espero ter incomodado. Afinal de contas, se a gente não se sente incomodado, é pq estamos presos ao nosso círculo de conforto... E nosso círculo de conforto não quer saber de mudanças.

    Uma boa tarde para você. Estava tão faminta em busca de atenção, que acabou chamando a atenção de um anônimo da internet.

    Saudações.


    PS: "O desafio para amanhã é: ALÉM DE EVITAR COMENTÁRIOS NEGATIVOS COMPRE ALGUMA COISA PARA O SEU CÔNJUGE E DIGA: 'EU ESTAVA PENSANDO EM VOCÊ'"

    -> "Além disso, isso" = Bola de neve de frustrações

    Fuja das armadilhas da vida (frustrações) e seja feliz o máximo possível.

    Hakuna Matata.

    ResponderExcluir
  2. Oi, amiga!
    O camarada anônimo pegou meio pesado...Realmente não te conhece...Deixa pra lá...Gostei do blog! O Celo leu ontem e gostou tb...Creio q algumas crises só mudam de endereço mesmo...rsrsrs...Bjos, Mel.

    ResponderExcluir
  3. kkkkkkk... Oi Mel, e não é que pegou pesado mesmo?!? Ainda mais em um blog tão despretencioso como o meu...
    Mas tudo bem, todos tem o direito de se expressar livremente. E realmente não me importei com a avaliação psicológica gratuita... rsrsrsrsrs
    Que bom que estão gostando do Blog, para mim está sendo muito divertido escrever estes textos e mais ainda, Deus tem me ajudado a me ver como sou e tem edificado muito a minha vida! Escrever é um exercício maravilhoso, pelo qual estou me apaixonando cada dia mais!
    Fica na paz de Deus!
    Abraços da Anna

    ResponderExcluir
  4. Olá, minha querida. Em primeiro lugar quero lhe parabenizar pela iniciativa de compartilhar estas experiências, com certeza podem acrescentar algo a casais que desejam ter um relacionamento mais profundo, saudável e prazeroso. Segundo, não desanime, e não ligue para coisas como este "tratado psicológico" de nosso amigo aí, que nem teve coragem de se identificar. Hoje, com o anomimato da internet, todo mundo é cheio de opinião. Deve ser alguém muito resolvido, ganhando rios de dinheiro com seu consultório ... ou algum moleque que passa o dia na rede destilando toda a sua "sabedoria", enquanto o pai lhe sustenta. Beijos, te amo

    ResponderExcluir
  5. Amo você também meu querido! Obrigada por sempre ser o meu maior incentivador... Não vou desanimar não, apesar da avaliação psicologica um tanto quanto equivocada, fico feliz por saber que meu blog está alcançando muitas pessoas! Se alguma palavra que eu disser servir para tocar alguma vida, já valeu à pena...
    Amo você demais e você sabe disso ;-)

    ResponderExcluir
  6. Nossa, nossa, nossa, nossa! tô de cara... é a primeira vez que vejo alguém usar corretamente o português pra encher o saco de alguém que considera totalmente desimportante.

    O português bom está sendo mal explorado! Judiação...

    Ow Anna, eu entendi a real intenção desse anônimo prentensioso tentando não o parecer: ele não sabe criar um blog e fica postando longos textos nos comentários dos outros. Q trouxa! hahahahaha

    É bem alfabetizado, mas um "nalfabeto" digital, hihi.

    Que burro! Dá zero pra ele!

    opa, zero não, dá 4! Pq até que ele consegue alguns comentários, inclusive o meu.

    bjo guria, vc apavora!

    ResponderExcluir
  7. NOSSSA...eu que faço Psicologia NÃO ACREDITO que tem um perturbado fazendo análise, terapia e interpretação psicanalítica assim na lata!!!! Nossa acho q esqueceu da parte da terapia que é o paciente q procura o terapeuta...mas enfim! Em psicologia a gente aprende que a nossa visão não é unica e que diante de um fato , todos podem encontrar caminhos diferentes e que as vezes alguns caminhos que não condizem com nossa maneira de olhar, pensar, e perceber o mundo AINDA ASSIM faz muitos felizes...é uma pena que ele não conheça o trabalho q vc faz NAS IDAS aqui da igreja e com as crianças e talvez ele ia ver o QUANTO VC É FELIZ, possui um marido abençoado e que JÁ DECRETOU PALAVRAS DE ANIMO, DE SENTINDO E DE AMOR A MUITAS CRIANÇAS POR AÍ...(já q ele quis falar da criancinha q não ganhou a bonequinha e tal). Mas somos LIVRES ( graças a DEUS ) e opinião é uma coisa para ser respeitada, compreendida e quando não serve para nossa vida é claro IGNORADA. Continue escrevendo que estou me deliciando , e muito de suas histórias ....um grande abraço, e agradeço ao amigo aí, pq afinal ele fez uma tremenda análise isso eu tenho q concordar(ainda q inutil) e creio que se ele parou o precioso tempo dele para ver e comentar seu blog...olha amada...vc arrasou!! um grande beijo e fique na paz
    meiry

    ResponderExcluir
  8. ah, EU AMO BILHETINHOS (E PODE SER DE AMIGOS TB) e sou mulher e acredito sim q as vezes depositamos esperanças em gestos tão simples dos homens...e é nesses pequenos detalhes q fazem a vida a dois ser tão boa, não precisa muito .

    ResponderExcluir